Igreja evangélica de confissão luterana no brasil ieclb ata da 26ª assembleia do sínodo planalto rio-grandense



Yüklə 22,75 Kb.
tarix23.01.2018
ölçüsü22,75 Kb.

IGREJA EVANGÉLICA DE CONFISSÃO LUTERANA NO BRASIL - IECLB

ATA DA 26ª ASSEMBLEIA DO SÍNODO PLANALTO RIO-GRANDENSE

(Assembleia Ordinária)

1) Abertura - Aos 26 dias do mês de maio de 2012, o Sínodo Planalto Rio-Grandense-IECLB, reuni-se no Centro Cultural Félix Porciúncula Sampaio no município de Chapada, Rio Grande do Sul para a realização da 26ª Assembleia Sinodal, com a seguinte ordem do dia: 1. Abertura; 2. Culto; 3. Formação da Mesa Diretora e Pronunciamentos; 4. Aprovação do Regimento de Funcionamento da Assembleia; 5. Formação das Comissões: Atas, Moções e Mensagens; 6. Palestra – Tema do Ano – Comunidade Jovem – Igreja Viva; 7. Prestação de Contas; 8. Parecer do Conselho Fiscal; 9. Aprovação das Contas; 10. Trabalho das Câmaras; 11. Moções; 12. Assuntos diversos; 13. Mensagens; 14. Culto de Encerramento; 15. Leitura e aprovação da Ata; 16. Encerramento da Assembleia, (ANEXO 1). Todos foram recebidos no pavilhão da Comunidade Evangélica de Chapada a partir das oito horas, com um gostoso café da manhã, onde também se realizou o credenciamento dos participantes, para então encaminhá-los para o Centro Cultural para iniciar os trabalhos conforme a ordem do dia já citada. Às nove horas o Pastor Emérito Rudi Kich, Presidente do Conselho Sinodal, abriu os trabalhos, saudando a todos os componentes da Assembleia. Passou a palavra para o Presidente da Assembleia, Sr. Silvino Bernardo Lamb, o qual também saudou a todos, convidando para cantar o hino “Senhor se tu me chamas”. Neste momento o Presidente da Assembleia comunicou que, se houver moções, as mesmas deverão ser entregues até as onze horas e cinquenta e cinco minutos, com no mínimo quinze assinaturas. Passou-se então para a formação da Mesa Diretora, que ficou assim constituída: Pastor Doutor Romeu Martini (palestrante), neste ato representando o Sr. Pastor Presidente da IECLB Nestor Paulo Friedrich, Presidente do Conselho Sinodal Rudi Kich, Pastor Sinodal João Willig, Vice-Pastor Sinodal Ricardo Cassen, Evangelista Hilário Ott (representando o Pastor da Igreja Assembleia de Deus), Prefeito de Chapada Sr. Larri Lui, Presidente da Câmara de Vereadores Sr. Elói Ary Auler, Segunda Vice-presidente Sra. Nanci Tânia Soares, Pastor Carlos Frühauf, Pastora Mariele Daiana Lamb, ambos da Paróquia Evangélica de Chapada, Presidente da Paróquia Evangélica de Chapada Sr. Adelar Kremer e o Presidente da Comunidade Evangélica de Chapada Sr. Armando Nienow. Fizeram uso da palavra as seguintes pessoas: Pastor Rudi Kich, Sr. Adelar Kremer, Prefeito Municipal Larri Lui, Vereador Elói Auler, Evangelista Hilário Ott, Pastor Carlos Fruhauf, e o Pastor Dr. Romeu Martini, sendo que cada um saudou os presentes e desejando a orientação de Deus para que as melhores decisões possam ser tomadas. Após este momento, desfez-se a Mesa Diretora e cantou-se mais um hino.

2) Culto de Abertura - Iniciou-se o culto, transmitido pela Rádio Simpatia de Chapada. O Pastor Sinodal João Willig e o Vice-Pastor Sinodal Ricardo Cassen dirigiram a liturgia de entrada, parte integrante da presente Ata (ANEXO 2).

3) Prédica/Palestra - Passou-se a palavra para o palestrante Pastor Dr. Romeu Martini, o qual falou sobre o tema do ano: “Comunidade Jovem - Igreja Viva”, com o seguinte enfoque: Por que foi definido esse tema para dois mil e doze?; Por que esse Lema? Antes que eu te formasse no ventre, te conheci, Jeremias 1.5b; Algumas características do jovem de hoje; Marcas de uma Comunidade Jovem - Igreja Viva; Onde eu vejo sinais da Comunidade Jovem - Igreja Viva aqui em nosso Sínodo?; O que nós podemos e precisamos fazer para que esses sinais se multipliquem? (ANEXO 3).

4) Levantamento do Quorum da Assembleia - O Sr. Silvino Lamb, conforme rege o Artigo 7º do Estatuto do Sínodo Planalto Rio-Grandense, fez o levantamento do quorum da Assembleia, constatando o seguinte número de representantes: Ajuricaba -11, Alto Jacuí -11, Augusto Pestana -8, Chapada -10, Carazinho -8, Condor -8, Coronel Barros -6, Cruz Alta -4, Ernestina -9, Getúlio Vargas -6, Ibirubá -13, Ijuí -7, Ijuí Paz -5, Linha Três Oeste Ijuí -11, Não Me Toque -6, Panambi -11, Panambi Sul -7, Panambi Boa Nova -11, Planalto Médio -11, Tapera -7, Passo Fundo -6, Quinze de Novembro -8, Xingu -11, Conselho Sinodal da Música - Orlando Rubert, OASE Sinodal - Loena Maria Hoffstaedter, Juventude Evangélica (JE) - Andréia Webber, Delegado ao Concílio - Lauri Bussler, Representante do Sínodo no Conselho da Igreja - Valdir Oto Momberger, Presidente da Assembleia - Silvino Bernardo Lamb, Presidente do Conselho Sinodal - Pastor Emérito Rudi Kich, Pastor Sinodal - João Willig, totalizando 203 presentes.

5) Aprovação Regimento Interno da 26ª Assembleia Sinodal - o Presidente da Assembléia Sinodal, Silvino Bernardo Lamb, apresentou o Regimento Interno da 26ª Assembléia Sinodal (ANEXO 4), o qual foi lido, colocado em votação e aprovado.

6) Formação das Comissões: Atas, Moções, Mensagens e Composição das Câmaras - Câmara de Finanças (cor vermelha do crachá), coordenada por P. Osmar Diesel, P. Luis Wasserberg, P. Em. Rudi Kich, Sr. Valdir Momberger e Sr. Nildo Bencke, essa Câmara terá as tarefas de: analisar e aprovar o balanço de 2011; Parecer do Conselho Fiscal e Orçamento de 2012. A Câmara se reunirá na Igreja da Comunidade Evangélica de Chapada. Câmara de Relatórios (cor verde no crachá), essa Câmara terá a tarefa de analisar e apontar os pontos fortes, pontos fracos, as ameaças e as oportunidades nos levantamentos realizados pelas Paróquias, Setores de Trabalho, a Presidência e o Pastor Sinodal. Essa Câmara será coordenada pelos Pastores Jonas Gunsch, Ademir Trentini e Sr. Hary Rambo, e se reunirá no Centro Cultural Felix Porciúncula Sampaio. Câmara do Tema do Ano (cor azul no crachá), coordenada pelas Pastoras Adriane Lorenz Cassen, Sonja Hendrich, Sra. Marcia Schultz, Sra. Erna Klein, Sra. Marli Fenner Martini e Sr. Adelar Kremer, terá como atribuição refletir sobre o Tema do Ano “Comunidade Jovem – Igreja Viva” e sobre o Lema, “Antes que eu te formasse no ventre, te conheci" Jeremias 1.5ª. A Câmara elaborará a Mensagem às Comunidades, elaborará conceitos e perspectivas de ensino e aplicação do Tema na vida da Igreja. Essa Câmara se reunirá no Pavilhão da Comunidade. Comissão de Ata – Foram nomeadas as seguintes pessoas: P. Hans Strunck, Pa. Dulce Engster, P. Ricardo Cassen, Sra. Angela Beatriz Schmitz, Sra. Haidi Kremer e Sr. Marlon Kamphorst. Comissão de Moções - As seguintes pessoas fazem parte dessa comissão: P. César Neiverth, P. Gilmar do Nascimento, Sr. Leontino Carlos Grellmann e Sr. Valdir Oto Momberger. Comissão de Mensagem às Comunidades - Foram nomeadas as seguintes pessoas: Pa. Adriane Lorenz Cassen e Pa. Sonja Hendrich Jauregui, Sra. Márcia Schultz e Sra. Erna Klein.

7) Prestação de Contas, Parecer do Conselho Fiscal e Criação da Paróquia de Tapejara – Na sequência, o tesoureiro do Sínodo, Dirceu Olair Hoffstaedter fez a prestação de contas do exercício 2011 (ANEXO 5). Informou que, o Conselho Fiscal se reuniu para fazer a avaliação dos documentos e livros fiscais. Lauri Diefenthaeler, representante do Conselho Fiscal leu o parecer favorável à prestação de contas (ANEXO 6). Nesta parte dos trabalhos foi dado parecer sobre a criação da Paróquia de Tapejara. Essa nova Paróquia, com auxílio do Sínodo, através da Campanha Vai e Vem, iniciará suas atividades em 2013. A Paróquia de Tapejara desmembra-se da Paróquia de Getúlio Vargas. Após os devidos esclarecimentos, a criação da nova Paróquia foi aprovada. Essa aprovação, de acordo aos Estatutos do Sínodo, também será referendada pelo Conselho Sinodal. Às 12 horas o Presidente da Assembleia encerrou os trabalhos da manhã, todos se dirigiram ao Pavilhão da Comunidade onde foi servido o almoço.

8) Trabalho em Câmaras - As três Câmaras estiveram reunidas separadamente a partir das 13horas e 30 minutos. Às 15 horas retornaram para Plenária para expor o resultado dos trabalhos. Câmara dos Relatórios relatou os seguintes Pontos Fortes: Tradição local, Idoneidade, “baliza moral”, Atuação na sociedade civil. Políticas de inclusão; Conselhos municipais e outros, Realização do Dia Paroquial da Igreja, Diversos eventos Paroquiais: Dia Paroquial da OASE, do Culto Infantil, Retiro Paroquial dos Confirmandos; Administração responsável por parte de presbíteros e lideranças; Trabalho Ecumênico, OASE, JE, Culto Infantil, Ensino Confirmatório, Presbitérios das comunidades e paróquias, Visitação, Cultos, Cantos, Programas de Rádio, Blog; Legião Evangélica, Casais Reencontristas; Integração da Igreja com a Escola (onde há Escola Evangélica); Distribuição de Bíblias; Datas Jubilares; Batismo e Confirmação; Missão e Evangelização; Infraestrutura. Pontos Fracos: Falta um maior envolvimento dos presbitérios nos eventos de âmbito Paroquial; Dificuldade na divulgação de eventos; Falta de envolvimento da Igreja nas atividades da sociedade; Carências na área da música; Dificuldades em estabelecer vínculo entre todos os grupos e departamentos das comunidades (cada um trabalha para si); Na acolhida a novos membros (certa frieza); Dificuldades para superar divergências (o que acaba enfraquecendo as comunidades); Necessidade de envolver e preparar mais membros nos cargos de presbitério; Motivar a participação efetiva e o compromisso do membro na vida de fé; Problemas financeiros (comunidades não conseguem dar conta das suas obrigações com a Paróquia, Sínodo e IECLB); Êxodo rural; Afastamento de membros; Atraso nas contribuições; Discórdias; Falta de estatísticas quanto ao número de membros. Ameaças: Influências da mídia trazendo informações duvidosas e de incertezas; Mercado religioso (a busca por soluções imediatas e individualistas para o seu bem estar); Esvaziamento dos templos em virtude de um mercado religioso que incentiva a individualização da fé; Modernismo; Desestruturação das famílias; Oportunidades: Cultos especiais com reflexão sobre temas específicos; Curso “Confessionalidade Luterana” na Paróquia; Chamar os membros para o compromisso e participação comunitária; Investimento no trabalho de visitação; Formação de grupos de visitadores; A estrutura que temos à disposição; Trabalho de Pastoral Universitária (é uma oportunidade de missão entre jovens); Uso dos meios de comunicação disponíveis; Novas áreas missionárias; Trabalho com jovens; Trabalho com crianças (devemos investir mais); Fomentar o diálogo entre as diferentes gerações; O uso da internet; Grupos de convivência; Estudos Bíblicos; Encontros de Família; Solicitar ao Sínodo Planalto Rio-Grandense que reforce o trabalho com crianças e jovens. O relato dessa Câmara de Relatórios foi colocado em votação e aprovado pela Assembleia. Após, a Câmara de Finanças expos os seguintes tópicos: 1. Previsão orçamentária 2012 (receitas): a receita leva em consideração a arrecadação de cada Paróquia. 2. Previsão orçamentária 2012 (despesas): houve questionamento quanto às previsões de finanças para alguns setores de trabalho, como Culto Infantil, Juventude Evangélica e Música, os quais têm baixa dotação orçamentária. O Tesoureiro Sinodal informou, que na verdade, há dinheiro disponível, mas o que falta são projetos. 3. Foi aprovado que se crie em nível sinodal comissões para a elaboração de projetos específicos como, por exemplo, para jovens. Foi lembrado que em nível de Paróquia ou interparoquial pode haver projetos que serão analisados e aprovados pelo Sínodo. 4. Na Câmara de Finanças foi aprovada a proposta de aprovação do orçamento, com a seguinte redação: A) O Conselho Sinodal, em sua última reunião do ano no mês de novembro, aprova o orçamento para o ano seguinte ad referendum da Assembleia Sinodal. B) A Assembleia Sinodal, além de decidir sobre o item anterior, estabelece as linhas norteadoras e as prioridades para o orçamento sinodal do ano seguinte. O relato da Câmara de Finanças foi colocado em votação e aprovado pela Assembleia. Por fim, passou-se a apresentação da Câmara que trabalhou o Tema do Ano, motivados pelas perguntas deixadas pelo Pastor Dr. Romeu Martini: Onde eu vejo sinais da Comunidade Jovem - Igreja Viva aqui em nosso Sínodo? O que nós podemos e precisamos fazer para que esses sinais se multipliquem? Foi ressaltada a importância do trabalho com jovens; se queremos ser Igreja Viva precisamos valorizar todas as idades; dar espaço aos jovens; fomentar o diálogo entre as gerações; necessidade de formação de Ministros e Ministras para trabalhos específicos: Pastoral Jovem (Universitária), Pastoral com Crianças, Pastoral de Gênero, Pastoral Hospitalar. Percebeu-se a necessidade e a responsabilidade da Igreja na formação do caráter (no Culto Infantil) e com isso acolher a família inteira. Acomodamos-nos com os benefícios dos bens de consumo. Precisamos criar mecanismos que sejam capazes de acolher pessoas de outros lugares. Lembramos que somos igreja séria e respeitada, precisamos valorizar mais isso. Devemos incentivar que se tenha contato presencial, mesmo que os grupos sejam pequenos, valorizar as afinidades. O relato da Câmara do Tema do Ano foi colocado em votação e aprovado pela Assembleia.

9) Mensagem - Na seqüencia leu-se a Mensagem às Comunidades (ANEXO 7) baseada no Tema do Ano. Ela foi colocada em votação e aprovada por unanimidade.

10) Moções - Foram apresentadas as seguintes moções: 1. Moção da JE para o Concílio Geral da Igreja solicitando a convocação de seis representantes jovens com direito a voz e voto nos Concílios da IECLB (ANEXO 8). 2. Moção da Paróquia Linha Três Oeste – Ijuí para o Concílio Geral da Igreja solicitando a exclusão dos rendimentos de aplicações da base de cálculo do dízimo (ANEXO 9). 3. Moção da Paróquia Linha Três Oeste – Ijuí para o Sínodo Planalto Rio-Grandense solicitando a criação de uma Comissão de Finanças, formada por integrantes do Conselho Sinodal e além dele, se necessário (ANEXO 10). As Três Moções foram discutidas e aprovadas com ampla maioria de votos.

11) Encerramento da Assembleia - Não havendo mais assuntos a tratar, o Presidente da Assembleia Sr. Silvino Bernardo Lamb agradeceu a presença e empenho de todos e às 16 horas declarou encerrada a 26ª Assembleia Sinodal. A presente Ata deverá ser lida e aprovada na próxima reunião do Conselho Sinodal, a ser realizada no dia 16 de junho, devendo, então ser assinada pelo Presidente e o Vice-Secretário do Conselho Sinodal.

12) Culto de Encerramento - O Pastor Sinodal João Willig coordenou a celebração de encerramento, foi lembrado que a oferta somou o valor de R$ 1.020,40 e foi destinada para a Campanha Vai e Vem 2012. Após a oração final e Pai Nosso, foi invocada a benção sobre os e as participantes da 26ª Assembleia Sinodal.

___________________________ ___________________________



P. Em. Rudi Kich Adelar Kremer

Presidente do Conselho Sinodal Vice-Secretário do Conselho Sinodal
Kataloq: public

Yüklə 22,75 Kb.

Dostları ilə paylaş:




Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©muhaz.org 2020
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə