Projeto de Pesquisa


Preparo do extrato etanólico (EEP)



Yüklə 332,63 Kb.
səhifə2/3
tarix31.10.2017
ölçüsü332,63 Kb.
1   2   3

Preparo do extrato etanólico (EEP)

Para o preparo do extrato etanólico das plantas seleciondas (EEP) serão pesados 100 gramas de plantas trituradas e transferidos para um frasco de vidro contendo 400 mL de etanol 80% (v/v). A extração será feita a 70ºC, em banho de água termostatizado, por 30 minutos, sob agitação constante. Em seguida, será realizada a filtração em papel de filtro e o Extrato Etanólico (EEP) será transferido para um frasco de vidro com tampa de rosca. O EEP obtido será utilizado no fracionamento.

Fracionamento líquido-líquido do extrato etanólico O fracionamento do EEP pela técnica de extração líquido-líquido será feito pela partição em série, em funil de separação, com os solventes hexano e clorofórmio. As frações hexânica (fr-Hex) e clorofórmica (fr-Clo) obtidas serão concentradas a 60ºC, em rotaevaporador, e submetidas às analises físico-químicas e microbiológicas.

Fracionamento e purificação da fração clorofórmica

Cromatografia em coluna seca

A pré-purificação da fração clorofórmica será realizada utilizando-se a cromatografia em coluna seca, por meio de uma coluna de celulose de 20 cm de comprimento e três centímetros de diâmetro interno. A celulose será escolhida por ser flexível, resistente, inerte aos solventes utilizados e transparente à luz natural e ultravioleta. Primeiramente, a coluna será tratada com hexano, para remoção da camada oleosa de proteção. Em seguida, a extremidade inferior será fechada e empacotada, deixando-se o adsorvente cair de uma altura de 20 cm. Logo após será realizada uma pressão com os dedos para aumentar o empacotamento. A amostra será preparada pesando-se 1,0 g da fração clorofórmica concentrada, e após ser redissolvida em 5 mL de clorofórmio, será misturada imediatamente a 2,5 gramas de sílica-gel 60 (MERCK). Na sequência será feita a evaporação do solvente em rotaevaporador a 45ºC, para obtenção de uma mistura da fração clorofórmica e sílica em forma de pó fino. A amostra adsorvida à sílica será colocada no topo da coluna e, em seguida acrescentada a fase móvel, composta de 70% de clorofórmio e 30% de acetato de etila, até que a linha de frente atinja a base da coluna. Após o desenvolvimento, a coluna será avaliada sob luz natural e luz ultravioleta a 366 nm. Nas faixas onde aparecerem os adsorvatos separados, serão feitas delimitações que, em seguida, serão cortadas com 15 uma lâmina afiada. As fatias cortadas serão solubilizadas com metanol. As sub-frações serão então filtradas em papel de filtro e logo após será realizada a cromatografia em camada delgada. As placas serão reveladas com anisaldeído sulfúrico a quente.


Purificação da sub-fração bioativa da fração clorofórmica

Para a montagem da coluna, com base na metodologia descrita por Alencar (2002) com objetivo de realizar a purificação da sub-fração bioativa da fração clorofórmica será utilizado o gel lipofílico Sephadex LH-20. As sub-frações bioativas obtidas pelo fracionamento em coluna secas serão concentradas em rotaevaporador a 45ºC e, então preparadas soluções pela dissolução de 150 mg em 2 mL de metanol. Em seguida, serão aplicadas no topo da coluna de gel Sephadex LH-20 e após a total penetração da amostra no gel, serão eluídas com metanol. As sub-frações obtidas serão avaliadas por cromatografia em camada delgada, tendo anisaldeído sulfúrico a quente como revelador, e teste de bioautografia para a determinação das sub-frações bioativas destinadas ao isolamento dos compostos por CLAE-preparativa.



Isolamento dos compostos com atividade antifúngica

As sub-frações bioativas selecionadas previamente pela coluna de Sephadex LH-20 serão recromatografadas em um sistema de cromatografia líquida de alta eficiência (CLAE) preparativa, utilizando-se uma coluna preparativa Shimadzu PREPODS (H) (250 x 20 mm), para o isolamento dos compostos bioativos. A fase móvel utilizada será 35% do solvente A (água) e 65% do solvente B (metanol). Os picos dos compostos eluídos serão recolhidos em um coletor automático de frações (FRC-10A, Shimadzu Co.), acoplado ao sistema de cromatografia.

Análises físico-químicas do EEP, frações, sub-frações e compostos isolados

Espectrofotometria na região ultravioleta-visível dos compostos isolados A determinação do espectro de absorção dos compostos isolados será realizada segundo o método descrito por Park et al. (2000), Ikegaki (2001) e Alencar (2002), com algumas modificações. Alíquotas de 25 μL dos compostos isolados serão diluídos em 30 mL de metanol P.A. e os espectros de absorção na região UV-visível serão determinados na faixa de comprimento de onda de 200 a 500 nm em espectrofotômetro UV-Mini 1240 (Shimadzu-Co).


Cromatografia em Camada Delgada (CCD)

As análises por cromatografia em camada delgada serão realizadas em cromatofolhas de silica gel 60 F254 (Merck Co.). Uma alíquota de 10 μL do EEP, frHex, fr-Clo e sub-frações na concentração de 2 mg/mL serão aplicadas na placa. O tempo de desenvolvimento dos cromatogramas será de aproximadamente 20 minutos, utilizando-se como fase móvel o sistema de solvente composto por acetato de etila: clorofórmio (3:7, v/v). As cromatoplacas serão visualizadas sob luz ultravioleta, no comprimento de onda de 366 nm, antes e após a revelação com anisaldeído sulfúrico, aquecido a 100ºC em estufa, por cinco minutos (OLDONI, 2007).


Identificação química dos compostos isolados

A identificação química dos compostos isolados será realizada por meio da técnica de Espectroscopia de Ressonância Magnética Nuclear (RMN). Os espectros de RMN serão registrados em espectrômetro Brucker DPX 500 MHz, operando em 500 MHz para o 1H. Os espectros serão obtidos em CD3OD (álcool metílico deuterado) utilizando TMS (tetrametilsilano) como padrão interno. Os deslocamentos químicos serão obtidos em d (ppm) e as constantes de acoplamento (J) serão dadas em Hz.



Atividade antifungica in vitro e in vivo do EEP, frações, sub-frações e compostos isolados.

Teste de difusão em ágar do EEP e frações

Será utilizado o teste de difusão em ágar, método descrito por Koo et al. (2000) e Duarte et al. (2003), onde os diferentes extratos serão incorporados separadamente em meio batata-dextrose-ágar (BDA) a 45°C (fundente) e vertida em placas de Petri. Discos de micélio dos fungos S. rolfsii, F. solani, F. oxysporum f. sp. phaseoli, M. phaseolina, S. sclerotiorum, com aproximadamente 6 mm de diâmetro, serão retirados de culturas com 15 dias e depositados no centro de uma placa de Petri contendo meio BDA, à qual serão adicionadas, individualmente, diferentes concentrações do extrato, frações e compostos isolados. As avaliações serão realizadas diariamente por meio de medição do diâmetro das colônias (média de duas medidas perpendiculares), até o total crescimento do tratamento-controle. As variáveis analisadas serão taxa de crescimento micelial (TCM) em milímetro, porcentagem da inibição do crescimento micelial, calculado pela fórmula de Abbott (1925): ICM(%) = (T-t)*100/T, onde T é a testemunha; t o tratamento e área abaixo da curva de crescimento micelial (AACCM), utilizando-se a fórmula: AACCM= ((yi + yi+1)/2.dti), onde yi e yi+1 são os valores de crescimento da colônia observados em duas avaliações consecutivas e dti, o intervalo entre as avaliações. Para efeito de análise, os dados originais da ICM serão transformados em arcsen raiz (x + 0,5/100) e submetidos à análise de variância, e as médias comparadas pelo teste de Tukey ao nível de 5% de probabilidade. Com as médias dos dados brutos serão obtidas e selecionadas curvas de regressão, tendo as concentrações dos extratos como variáveis independentes. Modelos exponencial, logarítimo, quadrático e polinomial serão testados.


Análise estatística

Os dados serão submetidos à análise de variância e aos testes de separação de médias de Scott-Knott e Tukey (P=0,05) efetuados com o auxílio do programa SAEG (Sistema de Análise Estatística e Genética, Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG) e SANEST (Sistema de Análise Estatística, Instituto Agronômica de Campinas), respectivamente. A análise de regressão será realizada com auxílio do programa STATISTICA’99 for Windows.


Principais contribuições científicas/tecnológicas da proposta

- Isolar e identificar metabólitos secundários de plantas endêmicas da caatinga, com potencial de atividade antifúngica in vivo e in vitro em fitopatógenos radiculares da cultura do feijão;

- Incorporação de tecnologias de ponta em laboratórios do Nordeste;

- Promover a cooperação entre centros de pesquisas científicas de diferentes estados do Brasil;

- Formação de recursos humanos;

- Gerar e difundir novas tecnologias em pesquisas de bioprospecção de compostos secundários de origem vegetal com potencial fungicidas;



- Valorizar produtos bioativos de plantas da Caatinga.
Orçamento detalhado (Equipamentos/materiais permanentes/passagens/diárias/ e materiais de consumo)
- Equipamentos/materiais permanentes e Materiais de consumo

Para realização dos experimentos voltados ao preparo de extratos vegetais, desde a extração até o processo de conservação dos mesmos, bem como para manutenção e realização de experimentos fitopatógicos, faz-se necessário aquisição dos equipamentos permanentes e materiais de consumo listados no orçamento, sem os quais seria impossível desenvolver tal pesquisa.
- Passagens e diárias

As passagens aéreas e/ou terrestres, bem como as diárias solicitadas, visam fortalecer a Equipe com a participação dos integrantes da mesma em eventos nacionais e internacionais relacionados à área de estudo do presente projeto.


Discriminação – CAPITAL

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

(R$)

Valor Total

(R$)

Equipamentos e Material Permanente

Estufa automática esterilização e secagem 81L

und

01

2.175,60

2.175,60

Estufa digital c/timer c/circulação e renovação de ar forçado 252L

und

01

7.384,61

7.384,61

Geladeira 460L, 220V

und

01

2.000,00

2.000,00

Freezer Horizontal, 220 V

und

01

2.500,00

2.500,00

Balança semi analítica de precisão 3200G. Fonte de alimentação 90V~240V

und

02

1.200,00

2.400,00

Banho Maria Termostático capacidade 22 litros, Resistência de aquecimento construída em aço inox, tubular e blindada; microprocessado, 220 V

und

01

1.200,00

1.200,00

Condutivimetro Digital Marca Tecnal, Modelo TEC-4MP, 110/220 V (automática)

und

01

1.280,00

1.280,00

Medidor de pH digital de bolso com eletrodo

und

01

999,70

999,70

Refratômetro Manual de 0 a 90 Brix três escalas

und

01

1.035,00

1.035,00

Agitador de tubos tipo Vórtex 110/220v

und

01

820,44

820,44

Destilador de água 5 L/h

und

01

2.700,00

2.700,00

Total (R$)










24.495,35



Discriminação – Passagens

Valor Total (R$)

Passagens aérea e/ou terrestre para eventos nacionais relacionados à área de estudo do projeto

3.000,00

Total (R$)

3.000,00



Discriminação – Diárias

Quantidade

Valor da Diária (R$)

Valor Total (R$)

Diária Nacional

10

320,00

3.200,00

Total (R$)

3.200,00




Discriminação

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

(R$)

Valor Total

Material de Consumo













Pipeta automática ajustável volume variável (10-100µl)

und

01

255,50

255,50

Pipeta automática ajustável volume variável (100-1000µl)

und

01

277,50

277,50

Placa de Petri em vidro c/tampa, 90x15mm

und

3000

3,10

9.300,00

Becker forma baixa, vidro capacidade 500ml

und

10

10,40

104,00

Becker forma baixa, vidro, capacidade 250ml

und

20

4,40

88,00

Becker forma baixa, plástico, capacidade 50ml

und

20

2,80

56,00

Becker forma baixa, vidro, capacidade 25ml

und

20

2,40

48,00

Becker forma baixa, vidro, capacidade 5ml

und

20

8,50

170,00

Balão Erlenmeyer Boca Larga, vidro, capacidade 250ml

und

30

9,50

285,00

Pipetador de Seguranca 3 Vias (Pipet Filler)

und

05

13,55

67,75

Micropipeta monocanal volume fixo 1.000ul (1ml)

und

01

58,00

58,00

Micropipeta monocanal volume fixo 10.000ul (10ml)

und

01

58,00

58,00

Micropipeta monocanal volume fixo 50ul

und

01

58,00

58,00

Micropipeta monocanal volume fixo 500ul

und

01

58,00

58,00

Acetato de Etila P.A. 1000ml

und

20

21,80

436,00

Álcool Metílico (Metanol) P.A. 1000ml

und

60

16,00

960,00

Discriminação

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

(R$)

Valor Total

Material de Consumo













Funil em PP 50mm

und

30

2,00

60,00

Alça Descartável 10ul PCT com 100un Esteril

pct

03

14,00

42,00

Álcool 96° 1000ml

und

100

5,00

300,00

Estante 90 Furos 13 mm Autoclavavél

und

30

10,20

306,00

Seringa Descartável com agulha Bico Luer Lock (rosca) – 3ml

und

100

0,39

39,00

Seringa Descartável com agulha Bico Luer Lock (rosca) – 5ml

und

100

0,47

47,00

Seringa Descartável com agulha Bico Luer Lock (rosca) – 10ml

und

100

0,71

71,00

Acetonitrila 99,5 UV/HPLC 1000ml

und

10

94,7

947,00

Hexano P.A. 1000ml

und

30

30,00

900,00

Álcool Etílico (Etanol) Absoluto 99,5% 1000ml

und

30

6,90

207,00

Ágar Ágar 500g

und

30

240,00

7.200,00

Glicose-D (+) Anidra P.A. (Dextrose)

und

15

12,00

180,00

4-Metoxibenzaldeido 98% (Anisaldeído)

und

01

207,00

207,00

Ácido Sulfúrico P.A. 1000ml

und

02

42,11

84,22

Clorofórmio P.A. 1000ml

und

10

27,07

270,70



Discriminação

Unidade

Quantidade

Valor Unitário

(R$)

Valor Total

Material de Consumo













Coluna para cromatografia - Sephadex LH-20 100g

und

05

1.573,95

7869,75

Tetramethylsilane (TMS ou tetrametilsilano) 100ml

und

02

390,40

780,80

Sílica Gel 60 PCROM em Col 0,063-0,2mm (70-230 MESH)

und

01

557,43

557,43

Filtro para Seringa CH PVDF 15mm 0,45UM C/100pc

pct

02

220,00

440,00

Ponteira Descartável Amarela PCT 1000 (2-200microlitros)

pct

03

13,00

39,00

Tubo de ensaio 16x150mm sem tampa

und

2000

0,27

540,00

Total (R$)










33.367,65



Orçamento Total

Valor Total (R$)

Equipamentos e Material Permanente

24.495,35

Passagens

3.000,00

Diárias

3.200,00

Material de Consumo

33.367,65

TOTAL GERAL (R$)

64.063,00


Cronograma de atividades

Atividades

Ano I

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

Coleta amostras de feijoeiro com sintomas de doenças fúngicas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Isolamento dos fitopatógenos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Manutenção dos isolados fúngicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Preparo do extrato etanólico (EEP)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fracionamento líquido-líquido do extrato etanólico

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fracionamento em coluna seca (purificação de frações)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Purificação da sub-fração bioativa das frações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atividade Antifúngica in vitro do EEP, frações, sub-frações e compostos isolados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Análises das informações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaboração de relatórios semestrais

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaboração de artigos científicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 




Atividades

Ano II

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

Manutenção dos isolados fúngicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Isolamento dos compostos com atividade antifúngica

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Análises físico-químicas do EEP, frações, sub-frações e compostos isolados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Espectrofotometria na região ultravioleta-visível dos compostos isolados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Atividade Antifúngica in vitro do EEP, frações, sub-frações e compostos isolados

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Produção de mudas de feijão

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avaliação em casa de vegetação

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Avaliação em campo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Análises das informações

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaboração de artigos científicos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Elaboração relatório Final






































Identificação dos demais participantes do projeto

Equipe:


Proponente: Nome: Antonio Félix da Costa

CPF: 126895804-20

Titulação: Doutor em Fitopatologia

Área do conhecimento: Fitovirologia

Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Caixa-postal: 1022

Telefone: +55 (81) 3184-7366

Fax: +55 (81) 3184-7260

Atividade no projeto: Supervisor do Projeto; Colaborador em Fitopatologia; Coleta de material vegetal (feijoeiro) doente em campo; Auxílio nas análises de atividade antimicrobiana in vitro, em casa de vegetação e em campo; Preparo de artigos científicos.
Nome: Emmanuelle Rodrigues Araújo

CPF: 041.714.744-93

Titulação: Doutora em Fitopatologia – UFRPE

Área do conhecimento: Fungos de Solo; Controle Alternativo de doenças de plantas; Controle biológico

Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7366

Atividade no projeto: Pesquisadora responsável pelo desenvolvimento do Projeto, com experiência em execução de experimentos em Laboratório, Casa de Vegetação e Campo na área de Fitopatologia e Fitotecnia; Responsável pela condução de todos os experimentos, avaliações e análises dos resultados. Coleta de material vegetal, preparo dos extratos vegetais, análises cromatográficas, experimentos com fitopatógenos in vitro, casa de vegetação e em campo; Preparo de artigos científicos.

Nome: Luciana Gonçalves de Oliveira

CPF: 028.219.934-98

Titulação: Doutora em Biologia de Fungos

Área do conhecimento: Microbiologia; Taxonomia e sistemática de fungos; Controle biológico de fungos

Pós-Doutorado - Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7366

Atividade no projeto: Coleta de material vegetal (feijoeiro) doente em campo; Auxílio em atividades em casa de vegetação, em campo e em laboratório; Preparo de artigos científicos.


Nome: Mariele Porto Carneiro Leão

CPF: 037.601.814-30

Titulação: Doutora em Biologia de Fungos

Área do conhecimento: Microbiologia; micologia; biologia molecular



Pós-Doutorado - Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7266

Atividade no projeto: Auxílio em atividades em casa de vegetação, em campo e em laboratório; identificação molecular dos fitopatógenos; Preparo de artigos científicos.


Nome: Katiane da Rosa Gomes da Silva

CPF: 945.273.690-91

Titulação: Doutora em Ciência e Tecnologia de Sementes

Área do conhecimento: Análise de sementes; tecnologia de sementes



Pós-Doutorado - Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7366

Atividade no projeto: Coleta de material vegetal (feijoeiro) doente em campo; Auxílio em atividades em casa de vegetação, em campo e em laboratório; Preparo de artigos científicos.


Nome: Cláudia Juliana Tabosa Lopes de Crasto

CPF: 027.612.514-23

Titulação: Mestre em Biotecnologia de Produtos Bioativos

Área do conhecimento: Microbiologia; biotecnologia; biologia molecular

Centro de Ciências Biológicas/CCB/ Departamento de Bioquímica

Laboratório de Biologia Molecular

Rua: Nelson Chaves, s/n, Cidade Universitária

CEP: 50670-420 – Recife, PE, Brasil



Telefone: +55 (81) 2126-8354

Atividade no projeto: Auxílio em atividades em casa de vegetação, em campo e em laboratório; identificação molecular dos fitopatógenos.
Nome: Carlos Henrique Madeiros Castelletti

CPF: 021.071.174-46

Titulação: Doutor em Biotecnologia

Área do conhecimento: Bioinformática 



Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7276

Atividade no projeto: Análise molecular dos fitopatógenos


Nome: Amaro de Castro Lira Neto

CPF 028.387.214-45

Titulação: Doutor em Ciências Biológicas

Área do conhecimento: Citogenética; Genética molecular de plantas; Diversidade e Conservação Biológica



Instituto Agronômico de Pernambuco

Av. General San Martin, 1371 Bongi

CEP: 50761000 - Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 3184-7372

Atividade no projeto: Análise molecular dos fitopatógenos


Nome: Márcia Vanusa da Silva

CPF: 612.771.344-72

Titulação: Doutora em Biologia Molecular

Área do conhecimento: Biologia molecular; Bioquímica vegetal

Professora Adjunta I

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Centro de Ciências Biológicas/CCB/ Departamento de Bioquímica

Laboratório de Biologia Molecular

Av. Prof. Moraes Rego, 1235, Cidade Universitária

CEP: 50670-901 – Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 2126-8540 ramal 231

Atividade no projeto: Coleta de material vegetal para preparo dos extratos; Responsável pela Análise cromatográfica dos extratos; Preparo de artigos científicos.


Nome: Wolfgang Harand

CPF: 015.396.674-21

Titulação: Doutor em Fitoquímica

Área do conhecimento: Fitoquímica; Extratos vegetais

Instituto Nacional do Semiárido - INSA

Grupo Biodiversidade

Laboratórios de Fitoquímica

Av. Francisco Lopes de Almeida, S/N, Serrotão

CEP: 58429-970 - Campina Grande, PB, Brasil

Telefone: +55 (83) 3315-6400

Atividade no projeto: Responsável pela Análise cromatográfica dos extratos; Preparo de artigos científicos.
Nome: Patrícia Vieira Tiago

CPF: 022.879.019-06

Titulação: Doutora em Biologia de Fungos

Área do conhecimento: Microbiologia; micologia; diversidade de fungos em agroecossistemas

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Micologia

Av. Professor Nelson Chaves, S/N, Cidade Universitária

CEP: 50670-901- Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 2126-8483

Atividade no projeto: Auxílio em atividades de controle de fitopatógenos em laboratório; Preparo de artigos científicos.


Nome: Rosineide da Silva Lopes

CPF: 038.286.764-56

Titulação: Doutora em Ciências Biológicas

Área do conhecimento: Micologia; controle biológico

Universidade Federal de Pernambuco - UFPE

Centro de Ciências Biológicas, Departamento de Micologia

Av. Professor Nelson Chaves, S/N, Cidade Universitária

CEP: 50670-901- Recife, PE, Brasil

Telefone: +55 (81) 2126-8570

Atividade no projeto: Auxílio em atividades de controle de fitopatógenos em laboratório; Preparo de artigos científicos.



Colaboradores e Parcerias já estabelecidas com Centros de Pesquisas

- Universidade Federal de Pernambuco – UFPE

- Centro de Tecnologias Alternativas do Nordeste – CETENE
Disponibilidade Efetiva de Infra-estrutura e de Apoio Técnico para o Desenvolvimento do Projeto

O Instituto Agronômico de Pernambuco (IPA) é uma instituição de pesquisa agrícola, assistência técnica e extensão rural e de infra-estrutura hídrica, com atuação em todo o Estado de Pernambuco, contando atualmente com um corpo de pesquisadores composto, basicamente, por cerca de 100 técnicos, dos quais mais de 85% são possuidores de cursos de mestrado e doutorado. Em sua sede, na cidade do Recife, encontra-se a maioria dos laboratórios da empresa que prestam serviços à sociedade, dos quais se destacam os Laboratórios de Controle Biológico e de Fitopatologia que darão suporte às pesquisas preconizadas neste projeto, em suas respectivas áreas.



O IPA dispõe, também, de uma rede de 12 estações experimentais ao longo de todo o estado, capaz de dá suporte à condução de etapas de campo que venham a ser exigidas para o cumprimento dos objetivos estabelecidos no projeto.
Centro de Ciências Biológicas/ Departamento de Bioquímica/UFPE Laboratório de Biologia Molecular Vegetal: dispõem de uma equipe altamente qualificada em genomas funcionais, além de laboratórios devidamente equipados para auxílio em qualquer fase da execução do projeto. Possui uma estrutura laboratorial com um sequenciador automático de DNA ABI 3100, e um nobreak de 3KVA, três computadores Pentium III, um freezer -80C, um refrigerador, um freezer -20C, um termociclador, uma centrífuga refrigerada para microplacas de 96 poços e eppendorf de 2 mL, uma microcentrífuga de bancada, uma capela de exaustão, duas estufas de secagem e esterelização, um termoshaker, um banho-maria, um medidor de pH, uma balança analítica, um espectofotômetro de luz UV, um deionizador, um microondas, um sistema de eletroforese horizontal, um agitador de tubos, um agitador magnético com aquecimento, um gerador automático de voltagem 10KVA, uma máquina de produção de gelo. Espectrofotômetro de varredura, banhos-maria, liofilizadores, estufas de esterilização e secagem, medidores de pH, destiladores e deionizadores de água, purificador de água milli Q, sonda multiparâmetros, bombas peristálticas e coletores de frações, máquina de gelo, centrífugas refrigeradas, câmaras frias, balanças analíticas, microscópio eletrônico, rotoevaporador, HPLC, Termociclador, autoclaves, sistemas para eletroforese vertical e horizontal, fluorímetro, Leitor de microplacas, entre outros.
INSA: dispõe de uma infra-estrutura de laboratório de devidamente equipado com: uma extratora automática de solventes, dois evaporadores rotativos digitais, uma estação de vácuo com resistência química, um sistema de cromatografia preparativa de alto desempenho com separação por massa molecular, sete capelas de exaustão, Nobreak Force-line, 1Kva, MICROSCÓPIO TRINOCULAR, Agitador magnético com aquecimento, Agitador magnético sem aquecimento, Agitador de tubos tipo Vortex, Autoclave vertical, Balança eletrônica de precisão, Balança analítica 200g 0,0001, Câmara de fluxo laminar, Câmara climática para germinação e estudo de plantas/fotoperíodo/alter, Estufa com circulação e renovação de ar 600x500x500 mm, Destilador de água em inox tipo pilsen, 5.5L/h.
Estimativa de Recursos Financeiros de outras Fontes que serão aportados pelos eventuais Agentes Públicos e Privados Parceiros

Não há previsão de aporte de recursos financeiros de outros parceiros. Apenas a colaboração técnica da Universidade Federal Rural de Pernambuco - Unidade Acadêmica de Serra Talhada (UFRPE-UAST), da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) e do Centro de Tecnologias Alternativas do Nordeste (CETENE), por meio dos seus pesquisadores mencionados.

Referências Bibliográficas

ABREU, A. de F. B.; BIAVA, M. Cultivo do feijão da primeira e segunda safras na região sul de Minas Gerais. Santo Antônio de Goiás: Embrapa Arroz e Feijão, 2005 (Sistema de Produção).

AIDAR, H. Cultivo do feijoeiro comum: Características da cultura. Disponível em:



Yüklə 332,63 Kb.

Dostları ilə paylaş:
1   2   3




Verilənlər bazası müəlliflik hüququ ilə müdafiə olunur ©muhaz.org 2020
rəhbərliyinə müraciət

    Ana səhifə